Cuidados a ter ao levar o automóvel à inspeção

Cuidados a ter ao levar o automóvel à inspeção

A inspeção automóvel é uma inspeção periódica obrigatória (IPO), cujo objetivo consiste na verificação das condições de segurança dos veículos automóveis com matrícula portuguesa.

Esta deve ser feita tendo por base a data da primeira matrícula, de forma a assegurar-se de que o seu automóvel circula em condições, não estando assim sujeito a nenhuma coima.

No artigo de hoje, revelamos-lhe alguns cuidados que deve ter antes de levar o seu automóvel à inspeção, evitando que o mesmo seja reprovado. Continue a ler!

Inspeção automóvel: Estará o seu veículo em condições?

Para poder circular em conformidade com o Código da Estrada, evitando o pagamento de uma coima que pode ir dos 250 aos 1250 euros, o seu veículo deve ter a inspeção periódica obrigatória em dia.

A questão é: sabe quando deve levar o seu veículo à inspeção? Se não sabe, basta fazer as contas à data da primeira matrícula.

Se comprou um veículo datado de fevereiro de 2022, só precisará de levá-lo à inspeção quatro anos após esta data. Posteriormente terá de ir de dois em dois anos, até perfazer os oito anos. A partir daí, a inspeção é feita de ano a ano.

Ou seja, a primeira inspeção do seu veículo será em fevereiro de 2026. A segunda será em 2028 e a terceira em 2030. Como em 2030 o seu veículo já terá oito anos, a partir daí terá de levá-lo todos os anos à inspeção.

Esclarecido(a) quanto à periodicidade com que deve ser feita a inspeção automóvel, é importante também ter conhecimento dos cuidados que deve ter antes da sua realização.

Se quer evitar que o mesmo reprove, por não se encontrar em condições de segurança e circulação, preste atenção aos 11 pontos que vamos mencionar de seguida.

1 – Documentação

A documentação é um dos elementos principais que têm de estar presentes no momento da inspeção automóvel.

Por isso, não se esqueça de apresentar o Documento Único Automóvel (DUA), os documentos do seguro e a folha da última inspeção (caso não seja a primeira vez).

2 – Luzes

Faça uma análise geral ao veículo, começando pelo sistema de iluminação. Confirme se as luzes de presença, de nevoeiro, os médios e os máximos estão em funcionamento.

Repare se os faróis, tanto da frente como traseiros, emitem a mesma intensidade de luz, ou seja, se estão calibrados.

Nota: Por vezes, pode existir apenas algum mau contacto, não sendo necessária a substituição do farol.

Tenha em atenção o painel de instrumentos e garanta que nenhuma luz se encontra acesa. Se tal acontecer é sinónimo da existência de uma anomalia no veículo, que deve ser resolvida antes do mesmo ir à inspeção.

Posteriormente, assegure-se de que a sinalização luminosa, como as luzes de mudança de direção, os quatro piscas, as luzes de travagem, de marcha atrás e as luzes de matrícula, também se encontram em correto funcionamento.

3 – Espelhos

Verifique a superfície refletora, a fixação e a regulação dos espelhos. Se os mesmos não se encontrarem na posição correta, corrija-os.

4 – Limpa para-brisas

Na inspeção automóvel vão pedir-lhe que coloque em funcionamento os limpa para-brisas da frente e de trás, por isso os mesmos devem estar funcionais. Não se esqueça de abastecer o depósito de água!

5 – Cintos de Segurança

Se falamos de segurança, os cintos de segurança são outro elemento a que deve dar atenção. Os mesmos devem estar operacionais e corresponderem ao número de lugares homologado no modelo do automóvel.

6 – Triângulo de sinalização e colete refletor

É certo e sabido que o triângulo de circulação e o colete refletor homologado são dois dos elementos que nunca podem faltar no interior de um veículo em circulação. Ser-lhe-ão pedidos!

7 – Perda de óleo ou líquido de refrigeração

Se reparou que o seu automóvel está a perder óleo ou um líquido incolor, podendo ser o de refrigeração, dirija-se a uma oficina para resolver o problema.

Se não for solucionado a tempo, este pode mesmo ser um dos motivos para a reprovação do veículo na inspeção automóvel.

8 – Pneus

Os pneus são dos elementos mais importantes para garantir uma circulação em segurança, para si e para os que o rodeiam.

Por isso, merecem a máxima atenção! Podemos garantir que, se o seu automóvel tiver os chamados pneus carecas, não passará na inspeção.

Os mesmos devem ter no mínimo 1,6 milímetros de rasto, não devendo apresentar outro tipo de anomalias.

9 – Travões

Além dos pneus, outro elemento de extrema importância, se não o mais importante, são os travões.

Se o sistema de travagem do seu veículo estiver em mau estado, o que se reflete na existência de barulhos – resultado de pastilhas gastas e a tocar nos discos -, o mesmo vai reprovar na inspeção automóvel!

Antes de levar o carro à inspeção, assegure-se de que as pastilhas estão em bom estado e que o veículo não faz qualquer tipo de ruído.

10 – Direção e Suspensão

Sabe como perceber se tem a direção desalinhada? É simples. Numa estrada reta, segure o volante a direito e tenha em atenção se o automóvel “foge” para algum dos lados.

Se tal acontecer, saiba que tem a direção desalinhada e que, por isso, deve tratar de alinhá-la.

Outro fator importante é o sistema de suspensão do veículo, nomeadamente os amortecedores. Se estes estiverem em mau estado deverá resolver a questão antes da inspeção automóvel.

11 – Chapas de matrícula

Certifique-se de que as chapas de matrículas estão legíveis e em bom estado.

Atenção: Caso já tenha realizado alguma inspeção anteriormente e a mesma tenha detetado deficiências do grau 1 no seu automóvel, a sua prioridade deve ser a correção das mesmas, além de ter em atenção os elementos referidos acima.

Faça uma correta revisão do seu veículo antes de o apresentar em inspeção automóvel, garantindo que o mesmo se encontra em condições de circulação e livre de coimas.