Quais a diferenças entre os combustíveis GPL e GNV?

Quais a diferenças entre os combustíveis GPL e GNV

Os combustíveis GPL e GNV têm ganho cada vez mais impacto e mostram-se uma boa opção para aqueles que desejam poupar.

Por serem mais económicos e ecológicos que os mais comuns, como o diesel e a gasolina, o GPL e o GNV apresentam um conjunto de vantagens e desvantagens que lhe damos a conhecer de seguida.

Conheça as diferenças entre GPL e GNV!

Combustíveis GPL e GNV: O que os distingue

Antes de lhe explicarmos quais as diferenças entre estes dois combustíveis, é importante que fique a conhecer cada um deles.

Embora ambos sejam a gás, existe um conjunto de componentes que os distinguem e que podem ser importantes para si no momento de comprar um veículo movido a GPL ou a GNV.

Acompanhe-nos na descrição destes combustíveis!

O que é o combustível GPL?

O Gás de Petróleo Liquefeito (GPL) é um combustível que surge da junção de gás butano e gás propano. Estes são obtidos através de gás natural e de petróleo bruto.

É dos combustíveis mais económicos do mercado e, por isso, é cada vez mais comum vermos veículos movidos a GPL.

Por essa razão, é comum encontrarem-se postos de abastecimento de GPL ao longo das nossas estradas, ao contrário do que acontece com o GNV.

O que é o combustível GNV?

O Gás Natural Veicular (GNV) é um combustível mais leve que o anterior e surge da junção do gás metano (90%) e do etano (10%).

No caso de se destinar a veículos ligeiros falamos de gás natural comprimido (GNC). Por outro lado, se se destina a veículos pesados este será consumido através da forma liquefeita (GNL).

Tal como referimos acima, a circulação de veículos movidos a GNV não é tão comum como no caso dos veículos a GPL, sendo, também por isso, mais difícil de se encontrar postos de abastecimento de Gás Natural Veicular.

Diferenças entre os combustíveis GPL e GNV

Embora ambos sejam combustíveis à base de gás, existem algumas diferenças que, no momento de escolher o veículo que quer comprar, podem fazer toda a diferença no seu bolso. São elas:

  • O GPL é um combustível que se apresenta em estado líquido, ao contrário do GNV que é usado em estado gasoso;
  • O GPL tem um valor térmico superior ao do GNV;
  • O tanque de GNV precisa de comprimir o gás a uma alta pressão (cerca de 200 bar-2.900 psi), enquanto o GPL é armazenado em pressões mais baixas, logo os tanques são mais leves e baratos.

Vantagens e desvantagens

Tanto o GPL como o GNV têm uma vantagem importante, e que deve ser tida em conta no momento de escolher o combustível, que é a manutenção.

Ao contrário do que acontece com os carros a diesel ou a gasolina, os carros a gás não necessitam de tanta manutenção, o que se traduz numa redução das despesas a longo prazo.

É por isso que existe uma aposta cada vez maior em veículos a GPL e a GNV, por serem muito mais económicos que os convencionais.

Vantagens e desvantagens do GPL

Este combustível é mais barato, sendo o seu preço cerca de 50% mais baixo do que, por exemplo, o da gasolina. Por isso, poderá poupar no combustível e abastecer o veículo em maior quantidade, garantindo uma maior autonomia.

O GPL reduz o desgaste do motor dos veículos e estes podem mover-se através de dois tipos de combustível diferentes: a Diesel ou a gasolina e a GPL.

Quando o veículo movido a GPL utiliza todo o depósito deste componente, o próprio veículo altera automaticamente para o depósito de gasóleo/gasolina, sem exigir a paragem do meio de transporte.

Contudo, apesar de apresentar diversas vantagens tem outras menos positivas, como o caso de um investimento alto caso pretenda mudar de gasolina/diesel para GPL.

Outra das desvantagens é a bagageira reduzida, uma vez que o depósito se encontra nessa zona.

Vantagens e desvantagens do GNV

No caso do GNV, o facto de existir uma baixa formação de resíduos na sua combustão ajuda a aumentar a vida útil do motor, o período entre as manutenções e as trocas do óleo lubrificante.

Por se tratar de gás natural, este tem um odor característico que permite detetar facilmente a possibilidade de fugas de gás.

Tal como com o GPL, as desvantagens prendem-se com o espaço da bagageira, que é mais reduzido por lá se encontrar o depósito. Além disso, se pretender trocar de gasolina/gasóleo para GNV também terá de fazer um investimento elevado.

Por fim, o facto de existirem poucos postos de GNV espalhados pelo País também se torna uma desvantagem, em comparação com os de GPL.

Analisando todas estas características que apresentámos acima, consegue ter uma ideia dos combustíveis que são mais e menos vantajosos. Entre o GPL e o GNV, qual escolheria?