7 dicas de boas práticas no trânsito

7 dicas de boas práticas no trânsito

Ter boas práticas no trânsito é responsabilidade de todos, ou seja, pedestres, ciclistas e condutores.

Somente através desta conscientização é que seremos capazes de tornar as vias mais seguras e humanizadas. Só assim é possível evitar acidentes que podem ter consequências graves.

Resolvemos fazer a nossa parte para tornar todos mais responsáveis no trânsito. Por isso, vamos listar 7 dicas que deve seguir!

Boas práticas: Conheça 7 para tornar o trânsito mais seguro

É importante que a boa conduta seja regra na condução. Isso porque privilegia todos, desde motoristas até pedestres, proporcionando mais segurança e muito menos incómodos.

Conheça e pratique as 7 dicas de boas práticas no trânsito que listamos de seguida e priorize a condução segura.

1 – Respeitar a sinalização

A sinalização de trânsito tem uma função muito importante nas vias. Cada placa e sinal colocado tem como objetivo evitar erros na condução e situações perigosas.

Respeitar a sinalização é uma prática fundamental para garantir a segurança no trânsito!

Assim, respeitar os sinais de proibição de ultrapassagem, manobras proibidas ou espaços preferenciais, é essencial para diminuir os riscos para si e para os outros.

2 – Não usar o telemóvel enquanto conduz

Muitos estudos já comprovaram que o uso do telemóvel enquanto conduz, mesmo que seja por alguns segundos, é tão perigoso como conduzir com álcool no sangue.

Portanto, esqueça o telemóvel enquanto estiver a conduzir! Deixe-o no bolso ou guardado num compartimento do carro para não correr o risco de “dar uma olhadela rápida” a cada notificação.

Se precisar atender uma chamada ou responder a uma mensagem urgente, estacione e desligue o veículo.

3 – Mantenha uma distância segura

Manter a distância é a regra básica para a direção defensiva. Logo, torna o trânsito mais seguro para todos. Esta atitude permite-lhe mais tempo para reagir a uma situação de risco e maior espaço para manobras.

Por isso, é uma dica de boas práticas essencial para a prevenção de acidentes e para minimizar as consequências de distrações.

4 – Cuidado com ciclistas e pedestres

A regra é simples: o maior tem sempre responsabilidade pela segurança do menor. Assim, pedestres e ciclistas devem ter a preferência, bem como motociclistas.

Isso porque em caso de colisão, os riscos são maiores para quem está num veículo menor ou a caminhar pela via.

5 – Buzinar? Só quando necessário!

Já percebeu que para alguns condutores qualquer coisa parece ser motivo para buzinar?

Em algumas situações de engarrafamento o motorista de trás já pousa a mão no acessório, como se isso fosse fazer o trânsito fluir mais rápido.

Não seja essa pessoa chata no trânsito, mantenha a serenidade e apenas buzine quando realmente for necessário.

6 – Respeite os limites de velocidade

Assim como manter uma distância segura, não ultrapassar o limite de velocidade estipulado para a via é primordial para uma condução defensiva.

Além de proporcionar mais tempo para reagir, ainda diminui a distância de paragem e aumenta o campo de visão. Uma velocidade mais baixa também fará com que as consequências de eventuais acidentes sejam menores.

7 – Utilize os equipamentos de segurança

Esta é outra ação preventiva que os condutores de motas e carros devem, sem exceção, adotar em todas as viagens.

No caso das motas, os equipamentos mais indicados são capacete, luvas, botas e casaco que evitam ferimentos mais graves em caso de acidente.

Já os condutores de carro e os passageiros nunca devem deixar de colocar o cinto de segurança.

Vamos todos contribuir para um trânsito mais seguro ao aplicar estas dicas de boas práticas!